Mas o que está acontecendo no planeta padel? A World Padel Tour anuncia que, a partir deste ano, será a aplicação do NO AD a 40 em todo o circuito profissional: o famoso ponto em ouro (punto de oro). Uma decisão que pode surpreender na França.

Enquanto na França, a Federação Francesa de Tênis decidiu abolir a regra do NO AD, que geralmente não é apreciada pelos jogadores de padel, o circuito profissional, por sua vez, colocará o ponto de ouro em vigor assim que o torneio de Marbella .

Por muitos anos, o World Padel Tour tocou em tudo em termos de jogo e no ambiente geral do circuito. É a vez dos regulamentos e a pontuação. Isso é bom para o jogador profissional de padel? De qualquer forma, jogadores profissionais terão que se acostumar.

Lembramos que a França tinha sido motivo de chacota no mundo dos padel quando criou o NO AD na França. Muitos jogadores de padel expressaram seu espanto com essa regra franco-francesa. Jogadores espanhóis que provaram o circuito francês e que jogaram no circuito profissional pediram aos franceses competentes que “siga o exemplo do que é feito na Espanha".

De qual ato! A FFT removeu NO AD para este ano e é a World Padel Tour que a estabelece. França contra a maré? Na verdade não.

Existem razões econômicas por trás dessa regra. As partidas devem durar menos. Depois de termos eliminado as partidas em 3 sets vencedores para as finais, generalizamos o ponto de ouro (o NO AD) para o circuito profissional de padel.

Os jogadores terão que se acostumar com isso. E os fãs também.

O World Padel Tour tem um acordo com o canal de TV GOL. E é uma aposta segura que essa ambição de ver padel cada vez mais na televisão influenciou essa decisão.

O World Padel Tour não parece fechado para voltar se esta decisão for contestada no final do ano. Vamos ver.

Franck Binisti

Franck Binisti descobre o padel no Pyramid Club em 2009 na região de Paris. Desde então padel faz parte de sua vida. Você costuma vê-lo em turnê pela França, cobrindo os grandes eventos franceses de remo.