Depois final de Premier Padel Assunção P2, foi um Agustín Tapia um pouco emocionado que encontramos na coletiva de imprensa.

O argentino, raramente convocado por Ale Galan e Fede Chingotto durante a reunião, pareceu desiludido em diversas ocasiões. Irritado por ter sido colocado na geladeira, o “Mozart de Catamarca”, como costuma acontecer nessas situações, não ficou muito tranquilo quando a bola finalmente chegou até ele. Cometendo mais erros do que o normal, Tapia, mesmo tendo sido muito valioso em alguns momentos do set decisivo, não fez seu melhor jogo como mostram as estatísticas abaixo (vemos também no último slide que Tapia procurou muito mais Galan do que ao contrário…).

No final, foi Arturo Coello quem finalizou o trabalho nos momentos de calor, e seu companheiro quis parabenizá-lo por isso, e pedir desculpas por sua atitude um tanto mal-humorada: “Quero pedir desculpas ao Arturo, ele é um grande parceiro. Às vezes não consigo fazer isso mentalmente e ele assume o controle como o verdadeiro número um que é.” Agus mencionou então a rivalidade que está surgindo entre as duas duplas hispano-argentinas: “Cada partida contra Ale e Fede é uma batalha, o nível é muito alto nesta temporada”.

Coello também destacou a qualidade da dupla número 2: “Houve noites em que não dormi porque estava pensando na estratégia de abordagem contra Galán e Chingotto. Trabalhamos muito com a equipe. Batalhas como essa são ótimas para o padel, a luta pelo primeiro lugar vai ser magnífica. Espero que possamos continuar lutando por muito tempo!”

Teremos direito a uma revanche entre as duas duplas a partir do início da temporada esta semana na Argentina?

Xan é fã de padel. Mas também o rugby! E suas postagens são igualmente vigorosas. Treinador físico de vários padel, ele desenterra postagens atípicas ou trata de assuntos atuais. Também dá algumas dicas para desenvolver seu físico para o padel. Claramente, ele impõe seu estilo ofensivo como no campo de padel !