A dupla francesa 100 Bastien Blanqué e Johan Bergeron embarcaram no mergulho internacional. Desde fevereiro passado, o par vê suas ambições evoluir. Concentre-se nesses caras que queremos ver muito longe.

Desde algumas semanas, é fisicamente difícil ... Onde está sua lesão?

Bastien Blanqué - Voltei para a França no dia seguinte à minha lesão para começar a cuidar da fisioterapia Toulouse com Benoit Hennart. As semanas de tratamento e tornozelo do 3 estão bem, não em 100%, mas continuo meu trabalho na Espanha. Obviamente, sou sempre seguido à distância por Benoit Hennart com seu programa sob medida. Temos também um centro de fitness físico "Sport Pro Santé" em Toulouse, que permite avançar de forma eficaz.

E então a lesão inevitavelmente causa um pequeno distúrbio no meu parceiro Johan, porque está operacional em 100%. Portanto, não é tão fácil para ele esperar que eu volte aos negócios.

Você pode nos dar umasomaem sua jornada até agora ?

Johan Bergeron - Agora é o mês 2 que estamos na Espanha. 2 meses de treinamento com Ramiro Choya, o que nos permitiu jogar com os melhores jogadores do mundo: Sanyo Gutierrez, Paquito Navarro, Marta Ortega, Alba Galan, Carmen Carmen Villalba, Peter Alonzo Martinez ... Com uma pequena perspectiva, é completamente louco.

Um dia típico corresponde a: Treino matinal 1h30 com Ramiro Choya - início da sessão física da tarde, seguido de um jogo com os melhores jogadores espanhóis do mundo no mundo.

BB - Voltamos duas vezes à França para duas etapas do MY PADEL TOUR, uma vitória em Toulouse e uma derrota na semifinal em Bois d'Arcy.

Na Espanha, fizemos torneios não-homologados do 3 para começar e um torneio sancionado no 2e categoria em que perdemos nas semifinais, partida famosa em que me machuco no 6-6 no grupo 3th.

Você sentejaos efeitos do seu treinamento de padel na Espanha?

JB - Estamos muito felizes com a nossa estreia, nosso jogo evolui positivamente.

Sentimos nossa evolução durante o torneio de Toulouse, somos muito mais pacientes durante as trocas, muito soldados no chão com muita comunicação, o que nos permite instalar nosso jogo.

BB - Fazer festas todas as tardes nos permite ganhar confiança e enfrentar diferentes tipos de jogos.

O resultado de Bois d'Arcy e o nível mundial nos mostra que o caminho ainda é longo.

Quais são as principais evoluções do seu jogo por enquanto?

BB - Estamos mudando. Taticamente mudamos muitas coisas, Johan pega a bola mais cedo, nossos vôos são mais lentos, mas com mais efeitos. Pessoalmente, desenvolvo meu sucesso.

Com meu tornozelo que não é restaurado para 100%, obriga-me a encontrar outras soluções além da quebra e colocar meu jogo.

JB - No momento, estamos aprendendo a ser pacientes, o objetivo a longo prazo é encontrar o equilíbrio certo entre paciência e agressão.

Seu programa de padel vai evoluir?

JB e BB - No ritmo do treinamento, ele não se moverá durante o ano.

Vamos apenas adicionar dois grandes dias de treinamento físico, graças aos programas "Sport Pro Santé" e tiraremos dois dias de padel.

Seu programa de torneio, ambição?

BB e JB - Começamos com dois P1000 na França e alguns torneios espanhóis.

Agora o objetivo é enfrentar o Pré-Prévia do World Padel Tour.

Começamos em maio por: Corunha, Lisboa e Barcelona.

Também temos 2 P1000 na França com um estágio My Padel Tour principal e um palco Padel Abra.

No final de junho, as qualificações para o campeonato francês em Toulouse, em seguida, os meses de julho-agosto serão dedicados a World Padel Tour e francês P1000.

Desejamos agradecer a todos os nossos parceiros que nos oferecem a oportunidade de viver nossa paixão na Espanha e de poder fazer todos esses torneios.

Agradecimentos a: Head, Babolat, Leclerc Voyages, Poligonale, Padel Compras, Blackroll, Leclerc Rouffiac, Sanset Padel Interior, Toulouse Padel Clube e obrigado Franck e Padel Revista para nos acompanhar neste projeto.

Entrevista por Franck Binisti

Franck Binisti

Franck Binisti descobre o padel no Pyramid Club em 2009 na região de Paris. Desde então padel faz parte de sua vida. Você costuma vê-lo em turnê pela França, cobrindo os grandes eventos franceses de remo.