O Tennis Club Tarascon, que já possui quadras de tênis 6, incluindo a coberta de argila 2, inaugura suas quadras de padel ao ar livre 2. Laurent Rizzo nos mostra como o TC de Tarascon embarcou na aventura de padel.

Por que você lançou o padel no seu clube?

Eu li artigo no jornal da região. Isto diz respeito ao Padel de MonPlaisir em Avignon. Na região de Tarasconnais, não havia muito. Portanto, foi uma boa oportunidade para criar uma nova atividade que completaria o jogo.

Eu sou o presidente recente do clube de tênis Tarascon e para instilar um dinamismo, o padel caiu bem. Espera-se que essa seja uma receita financeira adicional.

As pessoas já vêm para o clube?

Já temos pessoas fazendo perguntas e desejando vir brincar. Não são necessariamente pessoas que já jogam tênis. Além disso, contamos com o padel para nos trazer membros adicionais para animar o clube.

Será um clube afiliado à FFT. Esperamos propor um torneio, animações para lançar a máquina.

Temos equipamentos de padel muito bons. Foi muito bem. A construção dos terrenos e materiais são qualidades muito boas.

Gostaríamos muito que outros clubes de padel iniciassem a aventura na região para criar uma boa emulação em nível regional e depois nacional. Não temos medo de uma possível concorrência. Pelo contrário, esperamos que seja benéfico para todos e para os clubes.

Como será o treinamento e o ensino de padel no clube?

De 8 a 13, em maio, tivemos uma sessão organizada pelo clube, cujo anfitrião era Cédric Carité, da Padel Academy, uma estrutura que nos permitiu nos atualizar e estar no topo da transmissão ensino de padel em nossa região.

Temos membros do clube 215, uma equipe masculina no National 4, BE profissional. Há tudo para fazer coisas bonitas com o padel.

Entrevista conduzida por Franck Binisti na TC Tarascon

Franck Binisti

Franck Binisti descobre o padel no Pyramid Club em 2009 na região de Paris. Desde então padel faz parte de sua vida. Você costuma vê-lo em turnê pela França, cobrindo os grandes eventos franceses de remo.