Essa é uma estatística muito interessante. De acordo com informações de nossos colegas da Padelmétricas e Padel Inteligência, os jogadores que cometem mais faltas provocadas são também os que cometem mais faltas não provocadas e vice-versa.

Podemos ver isso claramente no gráfico a seguir, que é baseado em 600 correspondências de Premier Padel nesta temporada e que se concentra em vinte dos melhores jogadores do mundo.

Ainda vemos algumas pequenas exceções, com uma Juan LeBron, que é o jogador que comete menos faltas provocadas, mas não aquele que comete menos erros não provocados. Provavelmente porque ele tem um jogo um pouco arriscado para um jogador de direita. Leo Augsburger, por sua vez, não brilha na defesa, mas mesmo assim comete menos erros não forçados do que um Arroyo, um Tello ou um Sanz.

Fede Chingotto, como sempre, brilha com seu lado metronômico com números baixíssimos em ambas as categorias.

Xan é fã de padel. Mas também o rugby! E suas postagens são igualmente vigorosas. Treinador físico de vários padel, ele desenterra postagens atípicas ou trata de assuntos atuais. Também dá algumas dicas para desenvolver seu físico para o padel. Claramente, ele impõe seu estilo ofensivo como no campo de padel !