A duração dos jogos femininos está se tornando um verdadeiro tema de debate padel. Vimos isso na Argentina, onde em condições lentas, algumas partidas do sorteio feminino duraram horas. Na verdade, durante a final de Mar Del Plata o P1 entre Sanchez/Josemaria e Brea/Gonzalez durou mais de três horas. A mesma coisa na semifinal: Delfi Brea e Bea Gonzalez venceram após 3h28 de luta contra Triay / Fernandez.

Por que as partidas femininas duram tanto?

Menos poderosas e atléticas, as jogadoras têm naturalmente um estilo de jogo mais estratégico e menos agressivo do que os seus homólogos masculinos, que são capazes de gerar remates vencedores com muito mais facilidade. Isso resulta em ralis mais longos e pontos que duram mais. As meninas geralmente precisam confiar mais na paciência e esperar o momento perfeito para concluir.

Jogos femininos retardam punto de oro 2024

As mulheres, portanto, muitas vezes enfatizam a técnica e a precisão, o que pode desacelerar o ritmo do jogo. Os chutes são calculados e ponderados, trabalhamos no ponto em busca de uma oportunidade imperdível ou de um erro do jogador.

Vários problemas

Embora seja verdade que alguns preferem pontos prolongados e batalhas táticas ferozes a sequências de arremessos vencedores, as partidas mais longas podem causar certo tédio entre os espectadores.

    Além disso, o corpo dos jogadores é posto à prova nessas maratonas, aumentando obviamente o risco de lesões...

    Finalmente, os organizadores devem adaptar os calendários dos torneios para ter em conta a duração dos jogos femininos, o que pode complicar a logística. Por exemplo, durante as meias-finais, o jogo disputado na quarta rotação entre os Superpibes e a dupla Chingotto/Galan começou depois da meia-noite, o que obviamente não é o ideal para os jogadores e para o espectáculo…

    Qual solução?

    Como disse o nosso especialista Stéphane Penso, para os homens, pode ser interessante reduzir a pressão da bola para que haja mais ralis e menos arremessos vencedores. E, inversamente, aumentar esta pressão entre as mulheres poderia ajudar a encurtar os intercâmbios.

    Outra solução seria fazer como nos torneios FIP e implementar também o “punto de oro” no circuito. Premier Padel. Isto aceleraria o ritmo das partidas, evitando as muitas vantagens, ao mesmo tempo que aumentaria o suspense, proporcionando um ponto decisivo crucial para vencer o jogo!

    Então, na sua opinião, deveríamos mudar as condições, tanto para homens como para mulheres?

    A Nossa Equipa Padel Maio

    a equipa Padel Magazine tenta oferecer a você desde 2013 o melhor de padel, mas também pesquisas, análises para tentar entender o mundo de padel. Do jogo à política do nosso esporte, Padel Magazine está ao seu serviço.