As semifinais de Argentino P1 deram seu veredicto ontem à noite. E sem surpresa, são as duas melhores duplas masculinas do momento que vão disputar o título.

Coello e Tapia imperturbáveis

Os números 1 e 2 do mundo tiveram que trabalhar contra Mike Yanguas e Javi Garrido, que vinha de um jogo tenso na rodada anterior. Mais inspirados e mais eficientes nos saques, Coello/Tapia começou bem e assumiu a liderança desde o primeiro ato.

No segundo round, Yanguas e Garrido reagiram. As duplas voltaram com força ao colocar Arturo Coello na geladeira (33% das bolas jogadas) e arrebatar um tie-break de tirar o fôlego. Um cenário que não preocupou a dupla hispano-argentina, que manteve toda a lucidez nos momentos de calor. Agustín Tapia (48 pontos diretos!) é eleito MVP da partida. Pontuação final: 6/3, 6/7, 6/2 em 2 horas e 18 minutos de jogo.

“Chingalan” dispensa os Superpibes

Martin Di Nenno e Franco Stupaczuk encontraram sua implicância. Derrotados em Sevilha e Assunção, os argentinos voltaram a cair diante de Chingotto e Galán, que se classificaram para a quinta final consecutiva (6/3, 6/3).

O cabeça-de-chave número 2 dominou o encontro de cabeça e ombros. Mais regular e mais incisiva, pôde contar com um Galan de grandes noites com 21 pontos conquistados e 6 erros não forçados. E ainda assim, foi Fede Chingotto quem mais foi chamado (62% das bolas jogadas)…

As duas equipes estão agora lado a lado (duas coroações em todos os lugares) em seus confrontos. Quem levantará primeiro a terceira taça? Resposta dentro de algumas horas, ao final de uma final que será transmitida ao vivo no Canal + às 19h, com comentários de Julien Guerre e Laura Clergue.

Foi através de seu pai que Auxence descobriu o padel, seis anos antes. Hoje, ele acompanha com paixão o circuito internacional e provoca a pala em seu clube de treinamento, o Toulouse Padel Clube. Você também pode encontrá-lo em La Feuille de Match e LesViolets.com, dois meios de comunicação especializados no Toulouse Football Club.