Entrevista com Maxi Sanchez le tiburoncito! Não, ele não é o quarto jogador do mundo com o mesmo nome. Maximiliano Sanchez Blasco é um jovem jogador muito promissor. Originalmente da Argentina, este júnior está nascendo no circuito American Padel Tour. Poderia muito bem se tornar um dos carros-chefe do padel mundial.

  • Maxi, você pode nos ajudar a conhecê-lo melhor?

Eu sou de Daireaux, uma pequena vila na província de Buenos Aires. Comecei a jogar padel porque meu pai jogava e eu o acompanhava em treinamentos e torneios. A partir dos 13 anos, comecei a treinar e a competir. Em 2017 e 2018 fiz parte da seleção júnior do campeonato mundial e sul-americano.

Hoje tenho 17 anos. E tento a aventura na American Padel Tour para tentar progredir e fazer da minha paixão meu trabalho.

  • Você teve uma escolha profissional. Você validou com o APT. Porque

Eu escolhi o APT porque confio em Fabrice e sua equipe. A American Padel Tour me parece um projeto muito bonito, com muitas datas planejadas para 2020.

E então, obviamente, esse circuito permite que jogadores como eu morem no país dele enquanto moram no padel. E isso é necessariamente uma coisa muito boa para mim.

Acredito que o APT atenda a uma demanda real na América. Existem jogadores muito bons na América do Sul. Graças a este circuito, poderemos desenvolver nosso esporte.

O APT se tornará algo importante e revolucionará as corridas de padel nos Estados Unidos.

  • Desde a primeira edição, você acha que pode criar uma surpresa?

Para este ano, quero jogar o Final Master da Cidade do México e ser um dos 15 melhores jogadores deste circuito. Terei que continuar treinando e melhorando dia a dia, porque sabemos o quão difícil é a competição.

  • Você encontrou seu parceiro para a temporada?

Neste torneio, jogo com Miky Bejarano e, durante o resto da temporada, veremos quem será meu parceiro. Mas acho que já encontrei meu jogo, defendo bem, mais equilibrado e com tranqüilidade. Já é uma coisa boa.

  • Você é comparado às vezes ao jogador do quarto mundo Maxi Sanchez?

O Maxi Sanchez que conhecemos é um jogador muito grande. Espero poder fazer um nome para mim na cena mundial de padel como ele.

Costumo ser comparado com Maxi Sanchez. Seu apelido é "tiburón" (tubarão). Então, quase logicamente as pessoas me chamam de “tiburoncito” (tubarão pequeno)

Franck Binisti

Franck Binisti descobre o padel no Pyramid Club em 2009 na região de Paris. Desde então padel faz parte de sua vida. Você costuma vê-lo em turnê pela França, cobrindo os grandes eventos franceses de remo.