Desde a sua associação com Fede Chingotto, Ale Galan ocupou muito espaço em campo. Às vezes até um pouco demais. De 86 metros de altura, o madrilenho domina o seu parceiro por 16 centímetros, o que leva alguns jogadores a desenvolver estratégias.

Durante a final P2 em Sevilha, o super crianças não conseguiram chegar a acordo sobre as tácticas a adoptar. No final do primeiro set, os dois jogadores tiveram uma discussão acalorada no banco, com Stupaczuk repreendendo Di Nenno por não ter arremessado direto para Galan. As câmeras no local conseguiram capturar essa troca de alta tensão.

Estupaczuk: “Por que você não esclarece Galan? »

Di Nenno: “Porque eu não tinha 500 bolas para jogar neste set, estúpido!” »

Stupaczuk : Martin, você não coloca um único lob em paralelo. Os caras que estão no chão não saem! Chingo vai e volta até queimar! Mas eu entendo. Vamos trabalhar nesse jogo, já que não estão lançando.

Di nenno : “Eu não gosto disso. O que você quer que eu lhe diga?

Pozzoni (treinador) : “Ouça-me e siga meu conselho. Toque “Chingo”, coloque a bola na frente dele. O cara atrás, ele está atrás. O lob é inútil!"

O plano não deu frutos, pois os argentinos perdeu 7/6 (6) – 6/4 contra “Chingalan”.

Foi através de seu pai que Auxence descobriu o padel, uma noite de junho de 2018. Hoje, ele acompanha apaixonadamente o circuito internacional e provoca o pala em seu clube de treinamento, Toulouse Padel Clube. Você também pode encontrá-lo em La Feuille de Match e LesViolets.com, dois meios de comunicação especializados no Toulouse Football Club.