Entrevistamos Jérôme Inzerillo, que está obviamente encantado com seu primeira seleção da seleção francesa. Estará presente no Campeonato da Europa em Marbella, de 28 de junho a 4 de julho.

O treinador do Club des Pyramides - Player's Academy relembra esta nova aventura.

“Mais que um curinga”

Padel Magazine : Em primeiro lugar, você se surpreendeu com a sua seleção em comparação com o fato de que, em última análise, você tem menos experiência do que os outros neste esporte, como evidenciado por sua classificação?

Jérôme Inzerillo: Não estou surpreso com a rapidez com que me dei a chance de ser selecionado.
Não gosto de falar em classificação porque para mim não existe relação entre a minha classificação e o meu nível de jogo. A única diferença é o número de torneios e o número de pontos que tenho, mas por outro lado o meu nível faz parte dos melhores … A prova que eu não fui selecionada de acordo com esses critérios. Acho que estou onde deveria estar, nem mais nem menos ...

Padel Magazine : Na sua opinião, o curso de seleção foi decisivo na tomada de decisão de Alexis Salles?

Jérôme Inzerillo: Acho que o estágio foi uma continuação do que venho fazendo há um ano e meio em termos de envolvimento e meu progresso. Provei ao gerente que ele pode confiar em mim e que posso ser mais do que um brincalhão com minha experiência anterior no tênis de ponta.

Estágio da equipe Gourre Scatena Maigret Inzerillo França 2021

Padel Magazine : Alexis Salles associou vários jogadores. Preferências?

Jérôme Inzerillo: Senti-me bem com todos, todos têm estilos de jogo diferentes mas consegui adaptar-me a cada um deles… Pouca preferência pelo Johan (Bergeron), porque gosto muito da forma como ele gere o jogo e da sua tranquilidade.

Padel Magazine : Imaginamos que você esteja decepcionado que Max Moreau, seu parceiro, não faça parte da aventura?

Jérôme Inzerillo: Eu adoraria que Max fosse selecionado e pudesse jogar nesta equipe, mas não foram reunidas as condições para que ele se juntasse ao grupo. Espero que ele esteja lá para o campeonato mundial.

“Dê a tudo aconteça o que acontecer”

Padel Magazine : Você está lutando para ser um dos must-haves no top 6? 

Jérôme Inzerillo: Acho que a sexta colocação será disputada entre Thomas Leygue, JT Peyrou e eu. E até digo a mim mesmo que o terceiro par não é fixo. Podemos ter surpresas. Existem 3 jogadores para 4 lugares!

Minha análise é que os melhores entrarão em campo e terão que dar tudo aconteça o que acontecer, vitória ou derrota, mas em qualquer caso estaremos prontos para jogar aconteça o que acontecer.

Padel Magazine : No tênis, você fazia parte da jovem equipe francesa. Hoje você faz isso em padel, e entre os idosos ...

Jérôme Inzerillo: Sim, é um sonho que realizo em 2 modalidades diferentes, já fui selecionado para o tênis em todas as categorias de jovens com títulos de campeão europeu e campeão mundial júnior, mas ainda assim grandes coisas a realizar em seniores e em padel. É mais um orgulho vestir a camisa azul e representar o seu país!

a equipa Padel Magazine tenta oferecer a você desde 2013 o melhor de padel, mas também pesquisas, análises para tentar entender o mundo de padel. Do jogo à política do nosso esporte, Padel Magazine está ao seu serviço.