Presente durante o Final do WPT Masters, Kristina Clément, Gerente de Exportação da marca Nox, compartilha conosco sua avaliação de 2021 da empresa, bem como os desafios que a aguardam para 2022.

”O padel está explodindo globalmente e isso se reflete em termos de vendas ”

Padel Magazine : O ano de 2021 está chegando ao fim, que avaliação Nox pode fazer?

Kristina Clément: "O ano correu muito bem, le padel está explodindo globalmente e isso se reflete nas vendas. Somos forçados a aumentar nossa capacidade de produção de forma muito acentuada, porque a demanda está aumentando em muitos países da Europa e também fora dela. É difícil atender toda a demanda, mas digamos que é um problema bom ter! Estamos muito felizes e sabemos que isso deve continuar por muito tempo, pois ainda há muitos países que deveriam entrar no vagão do padel. "

Padel Magazine : Precisamente, falando da Europa, qual é a situação dos Nox nos outros continentes? 

Kristina Clément: "A América do Sul está “decolando”, mas como é uma zona “Histórico” com a Argentina, não vamos falar de uma explosão, mas sim de um novo boom, um “Reboom” se é que se pode chamar assim! Nos Estados Unidos, sabemos que o padel é muito desenvolvido a nível de Miami, Florida etc. mas os EUA ainda estão longe de tudo isso, e se explodir lá, será muito benéfico para todos. Na Ásia, por enquanto, ainda há muito o que fazer, assim como na Austrália! ”

Padel Magazine : Você pode nos dizer em quais áreas a NOX investirá em 2022 para acelerar seu desenvolvimento?

Kristina Clément: " Primeira coisa, criamos um sistema chamado de SmartStrap. É uma maneira muito fácil de trocar o cabo, especialmente quando você suar muito ou quando o cabo está gasto. Nós criamos este sistema engenhoso, que em 10 segundos, permite que você troque a pulseira. As alças podem ser personalizadas etc. sem ter que retirar a tampa que faria perder a garantia do pala.

No nível pala, para a coleção 2022, somos a primeira marca a ter a qualidade das nossas raquetes certificada por um laboratório independente. É um laboratório sedeado em Valência ao qual enviamos várias unidades de cada modelo e testaram tudo: durabilidade, saída de bala, resistência ao impacto. Além disso, verificaram que todos os palas do mesmo modelo são perfeitamente idênticos, para evitar a existência de qualquer diferença entre dois palas do mesmo modelo no momento da compra. "

"Nossos jogadores jogam com raquetes vendidas ao público em geral"

Padel Magazine : E no que diz respeito aos próprios palas, houve alguma alteração em relação ao intervalo de 2021?

Kristina Clément: "Temos a gama Luxury que queríamos dedicar aos jogadores do WPT: Agustin Tapia, Miguel Lamperti e os binóculos Mapi & Majo Alayeto. Quanto à evolução dos sapatos de neve, implementamos acabamentos especiais, principalmente na raquete de Agustín Tapia. (que ele usa durante as Finais Master): a Acabamento com tecnologia Spin Plus 2 em 1, com verniz ao nível do logótipo e utilização de relevo 3D, e a seguir acabamento mate com areia siliciosa (dando um aspecto mais “áspero” à pala) no resto da raquete. Por um lado um foco em poder e controle (o acabamento em verniz), e por outro um pouco mais de efeitos (acabamento em areia de sílica)

La Copo ML10 Pro que é o nosso best-seller, também viu sua pequena atualização. Queríamos que estivesse presente na gama de luxo, temos também escolheu um molde de Luxo e Miguel Lamperti notavelmente acha que este novo molde dá mais potência à raquete. Ele testou 2-3 meses atrás e se apaixonou por ele. Ele só brincou com aquele desde então! ”

Padel Magazine : E a linha de Senhoras? 

Kristina Clément: ”Para Mapi e Majo, cada um queria seu próprio pala. Um jogador da direita prefere o formato redondo, e um jogador da esquerda prefere o formato de diamante, é estranho eh (risos)! O mesmo vale para a espuma, um clássico Mouse HR3 para Mapi e uma espuma EVA Preta para Majo. Vemos que as características dos jogadores da esquerda e da direita encontram-se nos modelos de raquetes escolhidos. Porque lembramos: nossos jogadores realmente jogam com raquetes vendidas ao público em geral, para que possamos ser os únicos no mercado!

A única coisa que os jogadores pedem é um peso específico, o Agustín e o Miguelito gostam de jogar com 377 gramas, mas para o público em geral paramos nos 375, é a única diferença! ”

A entrevista pode ser consultada na íntegra aqui:

 

Nasser Hoverini

Apaixonado por futebol, descobri o padel em 2019. Desde então, tem sido um amor louco por esse esporte a ponto de abandonar meu esporte favorito.