Mas que jogo!

É depois de mais de duas horas de jogo que Sanyo Gutierrez e Agustin Tapia ganhar um novo título neste domingo em Copenhague por este WPT dinamarquês Padel Abre.

O público presente nas arquibancadas e os telespectadores devem ter visto seus emocionantes saltos durante esta final 100% argentina. De fato, os quatro jogadores deram tudo de si no 20×10 e fizeram um grande show.

Um começo de partida para o jogo

O início do jogo virou a vantagem de Sanyo Gutierrez e Agustin Tapia mas nada foi ganho contra um Eu luto Capra intratável e um Maxi Sanchez sólido como de costume. Além disso, os forasteiros conseguiram recuperar a liderança e vencer a primeira rodada.

Durante o segundo set estávamos a ponto de reviver o mesmo cenário, mas o Mago de San Luiz e o Mozart de Catamarca conseguiram ser sólidos na hora certa para recuperar a vantagem e oferecer um terceiro set ao público que só estava pedindo por isso.

Termine com uma demonstração

Recuperados das emoções vividas nas rodadas anteriores, o número 3 do circuito fez o seu jogo e uma vez que a máquina começou, era quase impossível parar. Os argentinos infligiram um conjunto branco em seus compatriotas, permitindo-lhes ganhar a coroa dentro do reino dinamarquês: 5/7 – 7/5 – 6/0.

Vitorioso em Reus em março passado Sanyo e Agustin conquistou seu segundo título da temporada em Copenhague e confirmou mais uma vez que é uma das duplas mais fortes do circuito.

Sebastien Carrasco

Fã de padel e de origem espanhola, o padel corre em minhas veias. Muito feliz em compartilhar com vocês minha paixão através da referência mundial da padel : Padel Magazine.